quinta-feira, 23 de julho de 2009

PSDB: Levanta-te e anda (reorganiza a casa)

Recebi há pouco da Executiva Nacional do PSDB o email abaixo:
-----------------
Queremos ouvir você, que já entrou em contato com o PSDB, sobre os rumos do nosso partido. Suas sugestões, e também suas críticas sinceras, nos ajudarão a acertar o passo na oposição ao governo do PT e na construção de uma alternativa política para o Brasil.

Vamos usar toda a força da Internet para agilizar nossa troca de ideias.

O presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra, tem uma mensagem para você sobre essa iniciativa.

Obrigado por sua participação.

Deputado Rodrigo de Castro
Secretário Geral do PSDB

-----------------

Respondi assim:
-----------------
O PSDB precisa fazer uma oposição *responsável* para se reencontrar com suas raízes históricas da socialdemocracia.

Precisa reconhecer os avanços (semeados ainda na gestão Fernando Henrique) de programas sociais como o Bolsa Família e o ProUni. E criticar a continuidade da política econômica voltada quase que exclusivamente para o mercado financeiro.

Chega de oposição do tipo "quanto pior, melhor". Vamos construir o diálogo e o contraponto na base de propostas para um Brasil mais justo.

Adotar a bandeira da inclusão social e da igualdade de direitos (sim, inclusive a aceitação de políticas de ações afirmativas).

Abandonar o discurso moralista e passar a gestar políticas de transparência e combate à corrupção.

Ignorar a premissa de que o mercado é autorregulado e o discurso do Estado mínimo. Incutir o programa do Estado de bem-estar social e eficiente, admitindo e até incentivando a iniciativa privada, mas sob fiscalização rigorsa de sua função social.

Acelerar a reforma agrária, cuidar do meio ambiente, desenvolver a economia (sobretudo a popular: desonerando as micro e pequenas empresas, em especial as familiares, e facilitando o acesso ao crédito), respeitar os direitos do trabalhador, alçar os direitos humanos à condição de prioridade número um: erradicando o trabalho escravo, a exploração sexual de menores, a violência policial, a morosidade da justiça, a desigualdade social, combatendo o preconceito de raça, credo, idade, sexo, origem, investir PESADAMENTE em educação básica (capacitando professores e adequando seus salários, equipando escolas) e superior (incentivando os cursos ligados às ciências da natureza e engenharias), implementar um Estado laico, melhorar a qualidade do atendimento nos serviços públicos.

Em suma, incorporar o trístico: bem estar social, justiça e meio ambiente.

Somente assim, o PSDB poderá se relegitimar não apenas perante a população, mas também as suas origens.

[]s,

Roberto Takata

-----------------

Espero sinceramente que o PSDB se reorganize e volte a respeitar seu S, seu D e seu B. Eu havia desistido do partido na época lá do livro Nova História Crítica e o ridículo episódio perpetrado pelo agora Secretário do Estado (de São Paulo) da Educação Prof. Dr. Paulo Renato Souza. Mas talvez haja esperanças. Ao menos estão aparentemente dispostos a ouvir as bases.

Upideite (05/ago/2009): Recebi a resposta abaixo:
"Re: RE: O PSDB quer ouvi r você‏
De: Julia Bulgarelli (psdb@xxx.com)
Enviada: quarta-feira, 5 de agosto de 2009 10:58:19
Para: rmtakata@xxx

Caro Roberto, Agradecemos por você compartilhar conosco suas opiniões e preocupações. Sua mensagem chega no momento em que o PSDB se empenha em estreitar ainda mais os laços do partido com filiados e simpatizantes, portanto, esperamos que continue participando e nos enviando seus comentários.
Encaminhamos suas sugestões à Direção do Partido.
Visite nossos sites para acompanhar mais de perto as ações do PSDB.
Um abraço, Julia Bulgarelli
CEN/PSDB
http://www.psdb.org.br
http://diariotucano.blogspot.com
http://petrobrasblogdacpi.blogspot.com
http://www.gentequemente.org.br
http://delicious.com/redepsdbww.psdb.org.br
"

Só não entendi bem por que o endereço de email não está sob o domínio próprio do partido: fulano@psdb.org.br

Nenhum comentário: