sexta-feira, 2 de abril de 2010

Coelhinho, se eu fosse como tu...

Uma seleção pascal de filmes para este feriado prolongado:

Night of Lepus (1972). (dir. William F. Claxton, EUA) "How many eyes does horror have? How many times will terror strike?" Coelhos mutantes gigantes aterrorizam uma cidadezinha americana. Um fazendeiro, cansado da praga de coelhos que assola sua propriedade, contrata um pesquisador de uma faculdade local. O cientista injeta hormônios para interromper a reprodução desses animais, mas... sim, algo dá terrivelmente errado e surgem coelhos do tamanho de lobos, sedentos de sangue.

Harvey (1950). (dir. Henry Koster, EUA - com James Stewart). [Dirceu Rabelo mode on] Elwood P. Dowd é um homem muito gentil. Mas ele tem um "pequeno" probleminha.
Dowd:"Eu vou lhes apresentar meu melhor amigo, Harvey."
Agente do sanatório Wilson: "Quem é Harvey?"
Enfermeira Kelly: "Um coelho branco de 1,90 m."
Agente do sanatório Wilson: "1,90?"
Sr. Dowd: "1 metro e 91 vírgula 7 centímetros. Docinho, atenha-se aos fatos."
Sua família acha que ele é doido de pedra. E para não parar no sanatório, ele vai aprontar mil e uma confusões e tentar provar que não há poder maior do que o da imaginação. [Dirceu Rabelo mode off].

Rabbit-Proof Fence (2002). (dir. Phillip Noyce, Austrália.) Em 1931, três garotas aborígenes afastadas de suas famílias pelo governo australiano e alocadas em um assentamento no oeste do país tentam retornar para casa seguindo a grande cerca anticoelhos. Uma jornada de 9 semanas e mais de 2.400 km, enquanto são perseguidas pelas autoridades.

Rabbits (2002). (dir. David Lynch, EUA.) Série de 8 curtas surrealistas. Três coelhos humanóides: Jack, Jane e Suzie - em uma sala, travam um diálogo tenso, descontínuo, existencialista e sem sentido. A falta de ação, a iluminação escura e a trilha de Angelo Badalamenti tornam tudo algo perturbador.

E, claro, as reencenações de 30 segundos de grandes sucessos cinematográficos por coelhos.

("Uma Cilada para Roger Rabbit", "Monty Python e o Cálice Sagrado". "Paixão de Cristo" ou desenhos do Pernalonga seriam indicações muito óbvias.)

2 comentários:

Ju Galak disse...

Poderia acrescentar Donnie Darko (2001) também.

none disse...

Parece ser interessante. Mas aí sobrecarregaria a lista com dois filmes de terror (tudo bem que o clássico Night of Lepus seria considerado um terrir hoje em dia).

[]s,

Roberto Takata